Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ministério dos Livros

Um blog sobre livros e seus derivados

11
Dez17

Leituras - "Origem" de Dan Brown

20031958_1725144300846682_140869814588079948_n.jpg

 

Terminei na semana passada o livro “Origem” de Dan Brown.

Desde cedo que sabia que uma das minhas leituras no período mais próximo do final do ano seria o novo livro de Dan Brown, visto que já era conhecimento que sairia no início de outubro.

Dos livros anteriores do autor o único que não li foi a “Fortaleza Digital”, e na minha opinião há de tudo: o muito bom “O Código Da Vinci” ao mau “O Símbolo Perdido”. Acho que neste último o autor terá acusado claramente a pressão do êxito do “Código Da Vinci”, algo que se compreendo, aliás.

No geral eu gosto da forma de escrita do autor, é clara, informativa e cria suspense. No entanto, no que diz respeito à parte informativa a “Origem” deixa um bocado a desejar, e não é preciso entrar na parte técnica do livro, basta a visão que nos é dada, em muitos momento, do país onde decorre a ação, Espanha. É uma visão em alguns momentos fantasista e pouco real. Fica por perceber porquê, se por desconhecimento se por outro motivo. Dan Brown tem muita informação, pelo que já li uma mais correta e verdadeira do que outra, mas tem muita informação e tenta misturar um conjunto de vetores: a origem da vida, religião contra ciência, inteligência artificial, etc.

Se olharmos para o livro com uma peça de entretenimento é bastante razoável e tem lá a maior parte dos ingredientes necessários para ser bem sucedido, a começar pelo marketing inicial e todo o suspense criado em torno do slogan “De onde vimos? Para onde vamos?”. Mas fica efetivamente aquém do que promete. Ainda muito longe do fim, na minha opinião, o desfecho torna-se previsível e, fica aquém do prometido. Dá a sensação de que havia ingredientes para fazer uma prato xpto e no final sai apenas um guisado que podia ter mais sabor. Repito, muito provavelmente porque são criadas ao leitor grandes expetativas.

Em abono da verdade também tenho de dizer não considero que o livro seja mau como li em algumas críticas. É um livro de entretenimento, não é uma obra-prima. É um livro a ler com a consciência prévia de que não é “O Código Da Vinci”, mas depois de estabelecer essa bitola tudo o que vier a seguir já se sabe que muito provavelmente fica abaixo. Mas é bem melhor do que muita coisa que se vê por ai.

 

Resumo:

Fiel ao seu estilo característico, Dan Brown, autor de O Código Da Vinci e Inferno, combina códigos, ciência, religião, história, arte e arquitetura no seu novo romance. Origem lança Robert Langdon, simbologista de Harvard, para a perigosa interseção das duas perguntas mais prementes da humanidade e para a estrondosa descoberta que responde a ambas. De onde vimos? Para onde vamos? O novo e espantosamente inventivo romance do autor de thrillers mais popular do mundo. Bilbau, Espanha. Robert Langdon, professor de simbologia e iconologia religiosa da Universidade de Harvard, chega ao ultramoderno Museu Guggenheim de Bilbau para assistir a um grandioso anúncio: a revelação da descoberta que «mudará para sempre o rosto da ciência». O anfitrião dessa noite é Edmond Kirsch, bilionário e futurista de quarenta e dois anos, cujas espantosas invenções de alta tecnologia e audazes previsões fizeram dele uma figura de renome a nível global. Kirsch, um dos primeiros alunos de Langdon em Harvard, duas décadas antes, está prestes a revelar um incrível avanço científico… que irá responder a duas das perguntas mais fundamentais da existência humana. No início da noite, Langdon e várias centenas de outros convidados ficam fascinados com a apresentação tão original de Kirsch, e Langdon percebe que o anúncio do amigo será muito mais controverso do que ele imaginava. Mas aquela noite tão meticulosamente orquestrada não tardará a transformar-se num caos e a preciosa descoberta do futurista pode muito bem estar em vias de se perder para sempre. Em pleno turbilhão de emoções e face a um perigo iminente, Langdon tenta desesperadamente fugir de Bilbau. Tem ao seu lado Ambra Vidal, a elegante diretora do Guggenheim, que trabalhou com Kirsch na organização daquele provocador evento. Juntos, fogem para Barcelona, com a perigosa missão de localizar a palavra-passe que os ajudará a desvendar o segredo de Kirsch. Percorrendo os escuros meandros de história oculta e religião extremista, Langdon e Vidal têm de fugir de um inimigo atormentado que parece saber tudo e pode até estar de alguma forma relacionado com o Palácio Real de Espanha… e que fará qualquer coisa para silenciar para sempre Edmond Kirsch. Numa viagem marcada pela arte moderna e por símbolos enigmáticos, Langdon e Vidal vão descobrindo as pistas que acabarão por conduzi-los à chocante descoberta de Kirsch… e a uma verdade que até então nos tem escapado e nos deixará sem fôlego.

Um Leitor

foto do autor

Livros de 2019

2019 Reading Challenge

2019 Reading Challenge
Um Leitor has read 0 books toward their goal of 25 books.
hide

O Leitor está a ler

O Leitor também está a ler

Parcerias

Ministério dos Livros no Instagram

Email do Blog

blogministeriodoslivros@gmail.com

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Calendário

Dezembro 2017

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31