Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ministério dos Livros

Um blog sobre livros e seus derivados

Novidade - "Conversas Globais - As grandes questões geopolíticas, nacionais e internacionais" de Pedro Pinto

09.11.20

addada.jpg

Mais sobre o livro aqui

Sinopse:

Ângelo Correia * António Costa Silva * Bernardo Ivo Cruz * Carlos Moedas * Carlos Coelho * Carlos Gaspar * Clara Raposo * Daniel Traça * Diana Soller * Félix Ribeiro * Fernando Rosas * Francisco Assis * Francisco Seixas da Costa * Jaime Nogueira Pinto * João César das Neves * Jorge Braga de Macedo * Jorge Portugal * Luís Tomé * Mariana Mortágua * Nuno Severiano Teixeira * Paulo Portas * Paulo Rangel * Pedro Santa Clara * Ricardo Arroja * Ricardo Reis * Tiago Moreira de Sá * Vítor Bento

Alguns dos maiores pensadores-chave do país discutem o futuro da economia global, dão-nos a sua melhor análise geoestratégica e falam-nos das grandes mudanças em 6 áreas:
Globalização - China vs. EUA - Portugal na Economia Global - Competitividade Europeia - Robotização e Digitalização - Pandemia

Que países vão triunfar e quais vão ficar para trás? Como se resolverá o impasse entre a República Popular da China e os EUA? Será que a Europa vai conseguir manter-se competitiva? Que desafios específicos enfrenta? Como pode Portugal posicionar-se perante a economia global? Como pensar a globalização no século XXI e no futuro? Como é que a pandemia transformou a economia global? Todas as respostas a estas e mais perguntas, no livro Conversas Globais.

Novidade - "O Inocente" de John Grisham

09.11.20

addda.jpg

Mais sobre o livro aqui

Sinopse:

Na cidade de Ada, Oklahoma, Ron Williamson estava destinado a tornar-se no próximo semideus do desporto. Mas, no percurso da fama, Ron tropeçou e os seus sonhos foram sendo desfeitos pelo álcool, drogas e mulheres. Então, numa noite de inverno de 1982, não muito longe da casa de Ron, uma jovem empregada de mesa chamada Debra Sue Carter foi selvaticamente assassinada. A investigação não levou a lugar nenhum, até que pequenos indícios conduziram a Ron Williamson.

O herói de uma pequena cidade viu-se acusado, julgado e sentenciado à morte num julgamento ao qual não faltaram falsas testemunhas nem provas contaminadas, retalhando a vida já destroçada de um homem e deixando à solta o verdadeiro assassino.

Críticas
 
«O melhor escritor de thrillers vivo.»
Ken Follett

 

Críticas de imprensa

«O melhor thriller jurídico de Grisham, ainda mais emocionante por ter acontecido de facto.»
Entertainement Weekly

Eu preciso de livros

09.11.20

ADADADD.png

Todos os anos, mais ou menos por meados de novembro, acontece-me este fenómeno, que, acredito, será partilhado por uma boa parte da comunidade livónica.

Por um lado, assistimos ao crescimento diário do lote de novidades que vão saindo, ou que estão prestes a sair até final do mês, por outro aumentam exponencialmente as nossas wishlists e, por conseguinte, o lote de livro que, sabemos, não vamos conseguir ler tão depressa.

Aos poucos vou convivendo melhor com a ideia de que compro mais livros do que aqueles que consigo ler. Uma forma de gerir melhor essa situação é definir, antes do objetivo leitura, o objetivo biblioteca, ou seja, eu tenho uma biblioteca que estou a construir e todos os livros que compro tem como destino o aumento da biblioteca. Destes seleciono alguns que passam à categoria de leituras.

Apesar desta forma de gestão, não deixa de ser uma época em que me sinto como o meu filho quando vai à Toys R Us, há sempre tantos brinquedos que ele gosta... e quer... é exatamente assim que me sinto quando analiso as novidades, ou livros que estão em pré-venda...

Nos próximos dias (ou, se conseguir, já amanhã) deixarei aqui a minha wishlist atualizada que, apesar das minhas compras e ofertas do mês passado, quase duplicou. Já sei que não vou conseguir chegar ao final do ano sequer com um terço da lista em casa, mas tenho pelo menos o registo dos livros que pretendo para os próximos tempos, sendo que, a cada dia podem aparecer mais.

Acho que não é ter mais olhos do que barriga, nem mais livros do que capacidade para lê-los. É só uma forma de estar. Precisar de livros é uma forma de estar. Eu preciso de livros, e isso é algo que muito dificilmente vai mudar até ao fim dos meus dias.