Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ministério dos Livros

Um blog sobre livros e seus derivados

31
Mai20

Novidade - "O Macaco Rabugento" de Suzanne Lang; Ilustração: Max Lang

s.jpg

Mais sobre o livro aqui

Sinopse:

Quim Panzé, o chimpanzé, está de PÉSSIMO HUMOR... Como reagirão os seus amigos? E de que será que o Quim Panzé precisa para se sentir melhor?

Quim Panzé, o chimpanzé, está de péssimo humor - sem razão aparente. Os amigos dele não conseguem compreender. Como pode ele estar de mau humor num dia tão bonito? Todos o incentivam a levantar a cabeça, a sorrir, a fazer coisas que os fazem felizes. Mas o Quim não aguenta ouvir tantos conselhos e acaba por perder o controlo. Será que só precisa que o deixem em paz quando fica rabugento? O hilariante bestseller do New York Times sobre como lidar com sentimentos inexplicáveis - e o perigo de os reprimir.

Críticas de imprensa
 
«As ilustrações vivas de Max Lang são uma companhia excelente para a mensagem de que não há problema se nos sentimos em baixo.»
School Library Journal

«O incentivo de Suzanne Lang para nos sentarmos com nossas emoções (deixando que elas passem) é quase budista, e será uma excelente biblioterapia para a criança rabugenta, irritadiça e zangada.»
Kirkus Reviews

«Um chimpanzé aprende a enfrentar uma onda de emoção neste livro tranquilizador sobre sentimentos.»
Publishers Weekly
31
Mai20

Notícias livrescas

Notícias.png

- A Feira do Livro de Lisboa já tem datas: irá realizar-se entre 27 de agosto e 13 de setembro. Com a normalidade possível, serei, como sempre, visitante.

- Mercado livreiro recupera (ligeiramente). Ainda com uma quebra significativa face a igual período de 2019, com a abertura das livrarias de rua o mercado começa a recuperar ligeiramente. Recuperação mais a sério só com a reabertura das maiores superfícies comerciais;

- Livros da saga "Harry Potter" vão ser reeditados em Portugal com novas capas. Muito bem conseguidas por sinal;

- O novo livro de Helena Ferrante, “A Vida Mentirosa dos Adultos”, que chega a Portugal em setembro, vai ser uma série na Netflix.

30
Mai20

Novidade - "Os Crocodilos Também Choram" de Javier Gimeno

lo9.jpg

Mais sobre o livro aqui

Sinopse:

Sabe por que choram os crocodilos?
E porque é que os chimpanzés sorriem?
Imagina macacos numa farra ou um elefante fora de si porque quer comer determinados frutos?

Neste original e divertido livro, Javier Gimeno, naturalista e biólogo-conservador no parque natural de Faunia, localizado em Madrid, revela-nos as histórias que os animais contam, sem tugir nem mugir: singularidades, curiosidades e anedotas de um mundo apaixonante.

30
Mai20

Leitura - "A História do Mundo para Pessoas com Pressa" de Emma Marriott

asda.jpg

Mais sobre o livro aqui

A leitura deste livro explica-se de forma simples: não estava minimamente prevista, serviu um propósito de consulta e acabou por ser lido até ao final.

A necessidade de consulta aconteceu durante a leitura do livro “Rumo ao Desconhecido” para enquadrar alguns momentos históricos que não são muito aprofundados. Li alguns capítulos, depois li outros e quando percebi já tinha lido quase metade (isso também explica a demorada para terminar o livro de Andrew Rader).

Acabei por terminar a leitura levado pela sensação que fui acumulando espaços em branco no meu cérebro sobre a história do mundo. Ao ler o livro senti que de alguma forma consegui recolocar algumas peças do puzzle.

Trata-se de um livro muito simples, com o essencial do essencial sobre a história do mundo. Diria que é uma espécie de “Apontamentos Europa-América” sobre a história do mundo, embora a organização cronológica seja, pelo menos para mim, um pouco atabalhoada.

Útil para quem pretende saber o básico, ou preencher alguns espaços em branco. Não dá para mais do que isso, e termina basicamente na II Guerra Mundial. Mas também não engana. Desde o início de o leitor sabe com o que pode contar.

3Estrelas.png

 

29
Mai20

Novidade - "Um Mundo Aflito" de José Jorge Letria; Fotografia: Inácio Ludgero

dadad.jpg

Mais sobre o livro aqui

Sinopse:

Magnífica combinação de texto e imagem reflectindo e dialogando com o confinamento e os efeitos que ele teve na nossa paisagem psicológica e física. José Jorge Letria escreveu e Inácio Ludgero fotografou.

Neste livro e nesse encontro da escrita e da fotografia somos surpreendidos e comovidos pela incrível mudança das ruas, dos jardins, dos transportes públicos, dos seres humanos.

A Covid-19 e o confinamento que ela causou deram lugar a um mundo de ausência e abandono, como nunca o tínhamos lido, como nunca o tínhamos visto.

29
Mai20

Dava um bom retiro livresco 62

09deb89c5d2afea723904c793eacdfcb.jpg

Podem perguntar ondes estão os livros neste retiro, porque normalmente os livros estão presentes em qualquer retiro que eu aqui apresento. Bom, a resposta é simples... não estão, mas era pessoa para levar um trolley de livros até lá e ficar ali durantes uns bons dias...o retiro está lá e eu faria dele livresco!

Bom fim de semana e boas leituras!

28
Mai20

Novidade - "No Labirinto de Outubro" de Rui Bebiano

op.jpg

Mais sobre o livro aqui

Sinopse:

No Labirinto de Outubro aborda o impacto, a crítica e o eco histórico e simbólico da Revolução Russa de 1917 nos cem anos que se seguiram.

Ensaia uma observação do caráter polissémico daquele momento, que não se limitou a produzir um modelo de sociedade ou um novo paradigma político, mas libertou igualmente futuros hipotéticos e plausíveis, abrindo caminho a diferentes experiências, associadas, entre avanços e recuos, a um século de transformação progressista da humanidade.

Nele se procura também encarar o modo como uma multiplicidade de lutas e de vivências coletivas correspondeu, e por certo continuará a corresponder, à infinita demanda humana, mobilizadora de toda a mudança, por uma sociedade mais justa, igualitária e que se deseja feliz.

28
Mai20

A minha wishlist pós desconfinamento

052020.png

Entradas e saídas, a movimentação do costume na minha wishlist.  Incompleta também, porque ficam sempre de fora algumas escolhas.

Tenho alguns já adquirido e aguardo a sua chegada entre o final de maio e o início de junho. Um deles é um desejo antigo que recuperei, "O Diário Secreto de Hendrik Groen aos 83 Anos e 1/4" .

Juntei ainda à lista um livro que conheço há muito, mas que nunca tinha considerado seriamente adquirir, "Cloud Atlas". Juntei-o depois da recomendação de Bill Gates nas leituras de verão.

Depois (é verdade) há muita coisa antiga que já por aqui anda há muito tempo. Nos próximos meses quero ver se adquiro alguns deles, isto porque continuam a ser livro que me dizem bastante, simplesmente tem sido preteridos em favor de outros.

São muitas e diversificadas escolhas. Se servir para ajudar alguém a escolher a próxima leitura, fico satisfeito!

 

27
Mai20

Novidade - "E, de Repente, a Alegria" de Manuel Vilas

0098.jpg

Mais sobre o livro aqui

Sinopse:

Desde o coração das suas memórias, um homem que arrasta tantos anos de passado como ilusões de futuro, recorre às suas recordações para iluminar a sua história. A história de um filho que tem de aprender a viver sem os pais, e de um pai que precisa de aceitar a viver mais longe dos filhos. Uma história que por vezes dói, mas que sempre acompanha.

Neste romance, a meio caminho entre a ficção e a confissão, o protagonista viaja pelo mundo e pelas suas memórias. É uma viagem com duas faces: a face pública, em que o protagonista-autor encontra os seus leitores; e o lado íntimo, em que aproveita cada momento de solidão para procurar a sua verdade.

Uma verdade que começa a despontar – dolorosa e inesperadamente - depois da morte dos pais, do divórcio, do afastamento do vício. Uma verdade que ganha novos matizes à medida que toma forma uma nova vida ao lado de um novo amor, uma vida em que os filhos se transformam na pedra angular sobre a qual gira a necessidade inadiável de encontrar a felicidade. Ou a alegria.

Se Em tudo havia beleza procurava no passado o caminho para regressar ao presente, aqui Manuel Vilas escreve uma história que vai buscar ímpeto ao passado para se lançar para o futuro e tudo o que ele pode trazer de inesperado. Depois da dor do auto-conhecimento, esta é a história da busca esperançada da alegria, essa reivindicação de fé e coragem em tempos convulsos, essa força maior da vida, que, como a beleza, pode estar em qualquer lugar.

Críticas de imprensa
 
«Uma crónica de celebração vital, da procura da verdade e da beleza entre os estilhaços do medo.»
El País

«A busca de uma verdade íntima e pessoal colocou Manuel Vilas nesse lugar raro dos escritores literários que sabem falar às pessoas de tu para tu.»
El Periódico

 «E, de repente, a alegria é um livro poético e electrizante, que não é propriamente uma sequela de Em tudo havia beleza, mas sim um novo e duro olhar sobre o mundo. Uma dignificação da dor, da perda e dos processos que nos impelem a seguir em frente. Há algo solar neste livro. Há algo curador.» Joaquín Pérez Azaústre, La esfera de papel, El Mundo
 
«Um livro magistral, difícil, fácil, eloquente, complexo, admirável na sua simplicidade enfurecida, contraditoriamente elementar e sábio, enorme, terno e sombrio: tudo isso é para mim E de repente a alegria, de Manuel Vilas.» José Luis Ibáñez Salas, La Nueva Tribuna
27
Mai20

Leitura - "Número Zero" de Umberto Eco

 

fgdgddgd.jpg

Mais sobre o livro aqui

Há muito tempo que andava para ler um livro de Umberto Eco. Por recomendação de uma pessoa conhecida, há já algum tempo, fiquei com este “Número Zero” gravado na memória e, tendo em conta a sua aquisição recente, decidi que seria o momento.

“Número Zero” foi o último romance escrito por Umberto Eco e assenta numa ideia de conspiração, de verdade e de mentira, nos meandros políticos muito perigosos da Itália do início dos anos 90, mas com ramificações até ao final da II Guerra Mundial, que acontece no quadro de um jornal (“Amanhã”) que já sabe não deverá chegar a sair, e que visa personificar um jornalismo em declínio.

É um livro curto, simples e bem construído, mas... não vou dizer que fiquei desiludido, e menos ainda que não vou ler mais nada do autor tão depressa, mas confesso que me soube a pouco. Fiquei com a ideia de que preciso mesmo ler outro livro do autor, porque este ficou num patamar aquém do esperado. É um livro interessante, sem dúvida, cativante sem ser deslumbrante.

4Estrelas.png

 

26
Mai20

Novidade - "Manual de Sobrevivência de um Escritor" de João Tordo

dasda.jpg

Mais sobre o livro aqui

Sinopse:

Partindo das suas memórias do ofício, João Tordo esboça neste livro uma espécie de manual para todos aqueles que se interessam pelo mundo da escrita — sejam escritores a dar os primeiros passos ou leitores curiosos. Misturando humor e pragmatismo, memórias de vida e conselhos úteis, o autor abre as portas da sua actividade — e da sua relação com a literatura e a vida — a todos aqueles que experimentam a magia da ficção.
Esta viagem pelos meandros de um ofício que recusa deixar-se ensinar — e de muitas das suas vertentes e consequências, como a técnica, o enredo, as personagens, a edição, a crítica, o fracasso, a sobrevivência — é também uma incursão no lado mais íntimo de um escritor entregue à sua mais dilacerante paixão. Este volume percorre os autores, a tradição e o processo que fazem um autor, mas é também uma confissão dos tempos difíceis, das angústias e das dúvidas que assaltam sem piedade tanto os jovens escritores como os mais experimentados.
Manual de Sobrevivência de um Escritor é uma aventura pelo lado menos conhecido de uma forma de arte que encanta a Humanidade desde os seus primórdios. Com coragem e humildade, com ironia e sinceridade, João Tordo conduz-nos nesta viagem, cujas páginas gostariam de ser um guia (ou um amparo) para os amantes de literatura.

«Falta-me alguma coisa, o mundo não é suficiente. Quero acrescentar-lhe e acrescentar-me a ele; e, por isso, escrevo.»

26
Mai20

Luis Sepúlveda e a origem do Ministério

 

Untitled.png

Em abril deixou-nos, vítima de Covid19, o escritor Luis Sepúlveda. Na circunstância não o referi aqui, mas, apesar de nunca ter lido nada do escritor, ele está diretamente ligado ao nascimento do blog Ministério dos Livros.

Já aqui escrevi por diversas vezes sobre os motivos que em levaram a criar o blog, sendo que, um dos mais importantes foi a minha necessidade de aumentar o conhecimento sobre o mundo dos livros, ou, mais concretamente, sobre os livros propriamente ditos e sobre escritores.

Pouco tempo antes de ter criado o blog, numa conversa com duas ou três pessoas falou-se, já não me lembro bem porquê, sobre o livro “História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar”, e eu, não me perguntem porquê, e podem gozar à vontade, apesar de conseguir reconhecer o escritor, tinha para mim que este era não chileno, mas... moçambicano. Não sei se em algum momento o confundi com Pepetela, o que é facto é que tinha essa ideia errada.

Sucede que, uma das pessoas que estava na conversa, apesar de pouco ou nada ler, aproveitou o momento para me corrigir (e até aqui nada a apontar), mas fez questão de repetidamente tentar deixar claro que era uma falha inadmissível para alguém que diz ler com frequência. “Não saber uma coisa tão simples sobre um escritor conhecido...” disse por fim.

Não rebati a provocação. Assimilei e guardei para mim que, independentemente da origem do comentário, tinha efetivamente de aprender mais sobre algo que sempre me disse muito e, sendo completamente honesto, foi nesse dia que a ideia de criar um espaço que me ajudasse a conhecer mais sobre livros, escritores e seus derivados, ganhou efetivamente forma.

Mais de dois anos de meio depois, mesmo não tendo lido ainda nada de Luís Sepúlveda, posso pelo menos reconhecer o facto de, ainda que indiretamente, ter ajudado este leitor criar este espaço e a saber hoje um pouco mais sobre livros. É qualquer coisa.

25
Mai20

Novidade - "Intruso" de Tana French

sdsdada.jpg

Mais sobre o livro aqui

Sinopse:

Uma jovem é morta em casa. Não há sinal de arrombamento e a mesa está posta para um jantar romântico. As pistas apontam para mais um caso de violência doméstica. Mas algo não bate certo. Um dos detetives reconhece aquela rapariga e o instinto diz lhes que há algo mais por trás daquele crime. Talvez tenha razão...

A verdade é avassaladora. Um passo errado pode arruinar muitas vidas. Eis um romance psicologicamente denso e absolutamente viciante, em que nada é o que parece.
Perfeito e arrebatador para os fãs de Donna Tart e Gillian Flynn.

Críticas de imprensa
 
«A escritora de policiais mais interessante e importante que surgiu nos últimos 10 anos.»
Washington Post

«Uma grande mestre do suspense psicológico.»
Financial Times
24
Mai20

Novidade - "O Planeta Terra" de Heather Alexander - Ilustração: Andrés Lozano

 

0088.jpg

Mais sobre o livro aqui

Sinopse:

A Terra é uma rocha sólida gigante?
O que é um ano bissexto?
Qual é o local mais quente da Terra?

Descobre mais sobre os planetas do nosso Sistema Solar, procura as curiosidades sobre os continentes, observa o interior da Terra e vê as suas camadas, aprende mais sobre mapas, percebeE como a chuva é feita, investiga as diversas formas de relevo e as catástrofes naturais, explora o mundo usando os teus cinco sentidos e dá uma olhadela aos diferentes habitat.

Descobre tudo nestes livros interativos com 100 perguntas e respostas, e 70 abas que se levantam e revelam muitas curiosidades.

 

23
Mai20

Novidade - "O Mundo de Amanhã" de Carlos Gaspar

addadda.jpg

Mais sobre o livro aqui

Sinopse:

O mundo de amanhã será definido mais pelas dinâmicas que prevalecem na luta entre as democracias liberais do que pela evolução da ciência e da tecnologia, das mudanças climáticas ou das epidemias.
A crise da ordem liberal marca o regresso da competição entre as grandes potências. As divergências entre os Estados Unidos, a China e a Rússia dominam a política internacional e prejudicam as dinâmicas de integração que garantiram a paz no período pós-Guerra Fria. No mundo de amanhã, Portugal e a Europa terão de recuperar as condições de autonomia indispensáveis à defesa dos seus valores e dos seus interesses.
Através de uma análise das crises internacionais e das estratégias das principais potências, este ensaio procura demonstrar que o destino do mundo está, afinal, nas mãos da geopolítica contemporânea.

23
Mai20

Novidades literárias pós confinamento

novidlit.png

Na passada semana registei aqui a minha satisfação pelo facto de as editoras estarem a regressar aos poucos aos novos lançamentos. Hoje registo aqui algumas das novidades (as já conhecidas) para este final de maio e para o mês de junho. Assim, do que já tive oportunidade de conhecer destaco:

“Em tudo havia beleza” de Manuel Vilas

“Manual de sobrevivência de um escritor” de João Tordo;

“Ocupação” de Julián Fuks

“Coração Rebelde” de Arundhati Roy (ensaio)

“As telefones“de Djaimilia Pereira de Almeida (muita curiosidade neste livro)

“Caronte à Espera” de Cláudia Andrade

“Eneida” de Virgílio (nova tradução)

“Margarida Espantada” de Rodrigo Guedes de Carvalho

“O Ano do Macaco” de Patti Smith (memórias)

“Uma Ida ao Motel” de Bruno Vieira Amaral

“Os Vivos e os Outros” de José Eduardo Agualusa

“A Casa Alemã” de Annette Hess,

“Escrever” de Stephen King

“Marrom e Amarelo” de Paulo Scott

“Coisas de Loucos - O que eles deixaram no manicómio” de Catarina Gomes

À medida que forem saindo vou tentar dar aqui o devido destaque às novidades.

22
Mai20

Novidade - "O passado" de Tessa Hadley

00934.jpg

Mais sobre o livro aqui

Sinopse:

Três irmãs e um irmão regressam, para as últimas férias de verão, à velha casa dos avós. Trazem os filhos, uma nova esposa e o filho de um antigo namorado. Ao longo de três semanas, as memórias do passado e da infância voltam à superfície e as tensões aumentam, misturando-se com o ar quente e denso da paisagem idílica de uma pequena vila inglesa.

Tessa Hadley constrói um magnífico romance, só ao alcance de uma extraordinária autora, onde as particularidades das ligações familiares, as suas crises e alegrias, assumem o papel de protagonistas, assegurando que o passado fará sempre parte de nós.

Críticas de imprensa
 
«Paciente e discreta, Hadley tornou-se numa das maiores romancistas contemporâneas da atualidade.»
The New York Times

«Maravilhoso.»
Guardian

«Inteligente.»
The Times

«Magnífico.»
Sunday Times
22
Mai20

Audiolivro - "Start With Why" de Simon Sinek

dsdsadad.jpg

Mais sobre o livro em português aqui e sobre o audiolivro aqui

Conclui ontem o audiolivro “Start With Why”, ou em português, “Comece pelo porquê”, de Simon Sinek.

Sem rodeios, é preciso dizer que é um grande livro, ou melhor um excelente manual de gestão que, para quem trabalha em alguns contextos empresariais, faz, ainda mais sentido.

Este livro foi me apresentado há cerca de dois anos num contexto de formação na minha atividade profissional, por via de uma aula numa reputada universidade, e foi vendido, assim como o autor, como algo efetivamente muito bom.

Na circunstância, apesar de ter ficado cativado acabei por não comprar o livro. Mais recentemente voltei a cruzar-me com algumas notas que tirei na dita aula e com um artigo sobre o autor. Adicionalmente comprei, em papel, os seus dois livros mais recentes e pensei que poderia adquirir o audiolivro para ouvir nas minhas corridas, e assim fiz.

Apesar de ser em inglês o livro tem uma linguagem muito simples e de muito fácil entendimento. É claro, preciso, e mesmo nos pontos onde o idealismo prevalece existem sempre exemplos que os justificam, na pessoa do próprio autor ou de casos muitos conhecidos.

A mensagem de base é claramente, como próprio título indica, o “porquê”. Todo o livro é construído à volta do “porquê”, a forma com estrutura uma organização, como a pode matar, como pode ser, quando conjugado com o “como” e “o quê”, uma chave para o sucesso. O auto desenvolve a teoria do Circulo Dourado onde enquadra estes três conceitos.

A Apple aprece como o exemplo mais salientado, mas não é o único. Existem muitos casos referidos no livro para ilustra a teoria do autor. Pela positiva e pela negativa.

No geral tudo o que o autor refere faz muito sentido e é claro na forma com o faz. É um grande manual de gestão para executivos, mas também para todos os que podem ter uma voz no contexto empresarial em que trabalham. Se não servir para nenhum destes pontos serve para ficar a perceber melhor o mundo que nos rodeia e até a forma como podemos organizar a nossa vida. Em resumo é um livro para todos. É um excelente livro para todos.

5Estrelas.png

 

21
Mai20

Novidade - "O Sentido da Vida Humana" de Edward O. Wilson

009.jpg

Mais sobre o livro aqui

Sinopse:

Do prestigiado biólogo duas vezes distinguido com o prémio Pulitzer.
Uma obra excecional sobre o Homo Sapiens.
Desde a origem da existência humana até à criação de uma hipótese provocadora acerca do futuro, Edward O Wilson apresenta nestas páginas um retrato esclarecedor sobre o que é ser um homo sapiens.
O Sentido da Vida Humana responde às mais profundas e inquietantes questões de todos os tempos, incluindo as célebres, de onde vimos e para onde vamos, e talvez a mais difícil de todas porquê?.
Combinando o conhecimento científico com o humanístico, Wilson faz uma defesa apaixonada da nossa herança biológica, salientando sempre que só o reconhecimento do carácter único e frágil da bioesfera poderá suportar o verdadeiro sentido da vida humana.
Uma obra verdadeiramente indispensável!

Pág. 1/4

foto do autor

Livros de 2020

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Um Leitor has read 0 books toward their goal of 25 books.
hide

Parcerias

Black Friday 2020 | 20% a 50% em TODOS os livros | MREC

O Ministério está a ler

O Ministério está a ouvir

O Ministério no Instagram

Email do Blog

blogministeriodoslivros@gmail.com

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D