Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ministério dos Livros

Um blog sobre livros e seus derivados

Novidade - "Uma História do Presente - O melhor e o pior dos mundos" de Michael Burleigh

05.11.19

0ç1.jpg

Mais sobre o livro aqui

Sinopse:

Quem diria que a China viria a liderar a globalização mas também a batalha contra as alterações climáticas? Ou que a Rússia pode vir a ser mais perigosa que o Daesh? Este e outros eventos surpreendentes da história atual são analisados pelo aclamado historiador Michael Burleigh. um livro estimulante!

Nas décadas que se seguiram ao fim da Segunda Guerra Mundial, a noção de que o mundo deve ser governado segundo o modelo ocidental da democracia liberal e do mercado livre foi amplamente aceite. Contudo, vários acontecimentos no dealbar do século XXI puseram em causa a ideia corrente de que não há outro caminho. Quem podia adivinhar que a China havia de se tornar uma defensora da globalização e liderar a batalha contra as alterações climáticas? Ou que a Rússia pós-soviética viria a representar uma ameaça mais séria à estabilidade mundial do que o Daesh? E à medida que os Estados Unidos se viram para dentro e que a Europa é assolada por políticas de austeridade e nacionalismos populistas, o consenso do pós-guerra parece ser cada vez mais precário. Mas será que vivemos mesmo no pior dos mundos? Numa análise estimulante do mundo contemporâneo, o aclamado historiador Michael Burleigh sugere que, não obstante estarmos talvez na iminência de mudanças ainda mais significativas, é possível que, a seu tempo, os riscos se transformem em mudanças com um carácter estritamente positivo.

Curiosidades Livrescas

05.11.19

CL.png

Não constitui propriamente uma novidade a ideia de que é preciso muita motivação, empenho e comprometimento para escrever um livro, no entanto Leo Tolstoy, o autor de “Guerra e Paz”, terá levado a mesma ideia a outro nível.

Consta que, no total, Tolstoi terá levado mais de seis anos para escrever “Guerra e Paz”, sendo que, apesar de boa parte da obra ter decorrido a um ritmo razoável, terá levado mais de um ano só na primeira cena do livro. Tolstoi recusava-se a seguir em frente até ficar completamente satisfeito com a início do livro. Terá realizado ao todo 15 rascunhos até considerar que estava perfeito.

Novidade - "A Noite em que o Verão Acabou" de João Tordo

05.11.19

00b.jpg

Mais sobre o livro aqui

Sinopse:

14 de Setembro de 1998. O dia em que Chatlam, uma pequena vila americana, acordou em choque com o homicídio de Noah Walsh. O principal suspeito: a sua filha de dezasseis anos.

No Verão de 1987, o adolescente Pedro Taborda apaixona-se por Laura Walsh, a filha mais velha de um magnata nova-iorquino. Ela e Levi - uma criança misteriosa - passam férias com os pais no Lagoeiro, uma pacata cidade algarvia. Rica e moderna, a família Walsh tem tudo para dar muito nas vistas no sul de Portugal. Inebriado pelas formas perfeitas e pelos modos ousados de Laura, Pedro encontra na rapariga americana o seu primeiro amor. Mas quando o Verão acaba, a família Walsh regressa aos Estados Unidos e o destino fica por cumprir.

Dez anos depois, Pedro, decidido a tornar-se escritor, vai estudar para Nova-Iorque. Fascinado com Gary List, antigo prodígio das letras americanas, chega aos Estados Unidos determinado a perseguir os sonhos da juventude. Ao reencontrar Laura, está longe de suspeitar que esse acaso o mergulhará no crime mais falado dos anos noventa, o homicídio do milionário Noah Walsh.

Com um segundo homicídio a atrapalhar a investigação e uma corrida para salvar Levi, de apenas dezasseis anos, acusada de matar o pai, Pedro e Laura enredam-se irremediavelmente na teia de segredos que envolve a família Walsh, desde os anos quarenta do século XX até ao impensável desfecho nas primeiras décadas do novo milénio.

Porque em Chatlam - e neste thriller imparável - nada é o que parece.

O QUE ESCONDE LEVI WALSH?