Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ministério dos Livros

Um blog sobre livros e seus derivados

27
Ago19

Leitura - "Autobiografia" de José Luís Peixoto

asdd.jpg

Mais sobre o livro aqui

Adoro livros de uma forma generalizada, não é uma novidade e é essa a razão de existir deste blog, mas ainda assim, para mim não deixa de haver livros e LIVROS.

Autobiografia é um LIVRO. Não sei porquê, mas já tinha essa ideia, ou sensação, como queiram chamar-lhe, e ao fim de 10 páginas essa sensação é uma realidade.

Para alguém que sonha escrever este livro é equivalente a (perdoem-me a analogia futebolística) um jogador da 3ª divisão a ver o Ronaldo ou o Messi a fazerem um “hat-trick” numa final da Champions. É qualquer coisa de inatingível.

Sejamos francos: não será provavelmente um livro de opinião unanime e, acredito, que a maioria dos leitores vá para os extremos. Ou se gosta, ou não se gosta. Eu fui para o lado do gosto, muito, e acredito que a maioria também irá.

Peixoto faz malabarismos com as palavras, com a história e com as personagens de uma forma que, eu diria, é brilhante, mais ainda quanto coloca Saramago no centro do enredo. Peixoto faz de forma natural com as palavras aquilo que muitos tentam, de forma forçada, artificial. É quase como se nos permitisse degostar as palavras.

Não vou entrar aqui em detalhes e ser spoiler. Sabendo o quanto o que vou dizer pode ser injusto, arrisco dizer que se só puderem ler um romance de um autor português este ano, leiam este. O melhor livro de ficção que li nos últimos tempos. De longe.

5Estrelas.png

 

27
Ago19

Novidade - "Nunca se Perde uma Paixão" de Eduardo Sá

asdddadd.jpg

Mais sobre o livro aqui

Sinopse:

"Todo o amor é tímido. E excêntrico, talvez. Não se previne nem se explica. Por tudo isso, não sei se deva escrever sobre o amor.
Mas, também a mim, este livro me apanhou desprevenido. E talvez só isso tenha feito, tomado por hesitações, aventurar-me nele. Porque é assim - suponho eu - que, em todos nós, se vive qualquer amor: de forma singular e com a descontração que só se tem diante dos gestos com qualquer coisa de banal. Por isso mesmo, não há como escrever sobre o amor. Será mais ele que nos escreve a nós."

O amor, neste livro, escreve-nos com doçura, deambula, procura caminhos. É um amor que explora, sempre curioso, os caminhos insondáveis do coração. Ou do cérebro, porque se aventura também no reino da biologia, investiga a química real que nos move. Não satisfeito, deita-nos no divã quando calha, faz perguntas, deixa-nos inquietos, abandona nos.

Mas volta sempre e conta-nos pequenas histórias, e percorre a Grande História, e fala da sexualidade, e inquieta-nos. E esse amor que nos escreve, pela mão de Eduardo Sá, é democrático, universal, por vezes travesso. Todos nos revemos nele, todos nos reconhecemos e espantamos: se não é isto o amor, o que será?

foto do autor

Livros de 2020

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Um Leitor has read 0 books toward their goal of 25 books.
hide

Parcerias

AE 20% Imediato a 06.07.2020 - MREC

O Ministério está a ler

O Ministério está a ouvir

O Ministério no Instagram

Email do Blog

blogministeriodoslivros@gmail.com

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D