Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ministério dos Livros

Um blog sobre livros e seus derivados

22
Mai19

Novidade - "A Segunda Guerra Mundial - Uma História Essencial" de Gerhard L. Weinberg

fgdg.jpg

 

Sinopse:

Este livro proporciona uma visão magistral do mais arrasador conflito da história da humanidade: a Segunda Guerra Mundial, Assistimos, passo a passo, à evolução dos combates desde as suas causas, a ascenção de Hitler, a invasão da Polónia, a crise da Checoslováquia, a operação Barbarossa - nome de código da invasão da União Soviética pelas potências do Eixo -, os confrontos em África, a expansão da guerra do Japão contra a China, até finalmente à vitória dos Aliados.

A obra é complementada por uma excelente série de mapas, ao mesmo tempo que vai analisando o impacto que a guerra teve na vida quotidiana das populações, Esta é, sem dúvida, uma história essencial em que um dos mais consagrados especialistas do tema põe ao nosso alcance os conhecimentos fundamentais para compreendermos o significado da maior guerra da história - causou sessenta milhões de vítimas mortais, na sua maioria civis -, e o impacto duradouro que o conflito deixou na sociedade atual.

 

21
Mai19

Leitura - "Pedra de Afiar Livros e Outras Histórias de um Livreiro" de Jaime Bulhosa

143.jpg

 

Conclui ontem no final do dia o livro “Pedra de Afiar Livros e Outras Histórias de um Livreiro” de Jaime Bulhosa. Um livro raro escrito por um livreiro que (infelizmente) já não o é, como o próprio escreveu.

Demorei duas semanas a ler o livro, mas poderia ter demorada menos de metade do tempo. Porquê? Vou tentar explicar.

Eu sou uma pessoa que come depressa, muito depressa até, praticamente qualquer comida, no entanto, se me puserem à frente um bom pudim de ovos (a minha sobremesa favorita) eu faço-o durar. Vou comendo devagar, pedaço a pedaço e prolongo o momento. Pois bem, com este livro aconteceu mais ou menos a mesma coisa.

Que fique claro que não tenho grandes dúvidas que qualquer pessoa poderá gostar do livro, mas não tenho dúvida nenhuma de que o grau de apreciação vai variar consoante o gosto que se tem pelos livros e por tudo o que os envolve. Não estou a exagerar, é mesmo assim. É um livro de histórias e notas soltas sobre livros, livreiros, livrarias, escritores e leitores, tudo num só livro. Para amantes de livros é um banquete.

Há pedaços para todos os gostos: histórias na primeira pessoa, histórias imaginadas, frases ditas, curiosidades, histórias ouvidas e outras lidas.

Em resumo, mais do que um livro altamente recomendável é um livro obrigatório para quem respira ar livresco. Leiam, leiam mesmo, e depois digam-me se não concordam.

21
Mai19

Novidade - "Anatomia dos Mártires" de João Tordo

asddasd.jpg

 

Sinopse:

No epicentro da crise financeira em Portugal, um jornalista demasiado ambicioso decide provar ao seu editor - Raul Cinzas, o inveterado comunista que os leitores de Tordo conhecerão de Biografia Involuntária dos Amantes - que é capaz de muito mais do que ser um mero repórter.

Aproveitando a entrevista a um biógrafo de um mártir religioso, o jornalista faz uma analogia com a história de Catarina Eufémia, a camponesa assassinada, em 1954, por um tenente da GNR a mando da PIDE.

Ícone da Esquerda revolucionária, Catarina Eufémia é uma figura envolta em mistério, tanto quanto a exaltação que a sua figura suscita, mais de cinquenta anos após a sua morte.

20
Mai19

Duas notas sobre livros de Daniel Silva

TNGCover_WebsiteSize-207x330.jpg

 

São duas notas em sentidos diferentes sobre livros de Daniel Silva, uma positiva e outra negativa.

Pela positiva, já existe data confirmada e capa para o novo livro, "The New Girl", uma nova história com Gabriel Allon como ator principal. A capa é que está acima, a data de lançamento 16 de julho nos EUA, o que quer dizer que chegará cá por volta de fevereiro de 2020.

Pela negativa, neste caso apenas para mim: dei conta esta semana que, nos livros que deixei de fora nos empacotamentos para ler nos próximos meses, esqueci-me de tirar o livro “A viúva negra” que está à muito decidido como a minha leitura para as férias do início de junho. Atendendo a que não faço ideia em que caixa ficou (e são muitas) e não tenho hipóteses de lhes aceder antes das férias, se quiser manter o objetivo de leitura vou ter de comprar outro exemplar. Neste momento essa é a opção mais valida, por isso já estou atento ao OLX...

20
Mai19

Novidade - "A Travessia de Benjamim" de Jay Parini

adadde.jpg

 

Sinopse:

«Vim a este mundo sob o signo de Saturno — estrela da mais lenta revolução, planeta dos desvios e adiamentos.»

Em 1940, passada uma década de trabalho sobre um texto que lhe traria finalmente o desejado reconhecimento como um dos pensadores seminais do século XX, Walter Benjamin, alemão de origem judaica, encontra-se com a sua irmã numa Paris cercada pelos tanques nazis. Sob a sombra da captura, guarda o manuscrito de cem páginas e outros textos inéditos na sua pasta de pele preta e abandona França, numa fuga atribulada em direção aos Pirenéus e à passagem rumo à liberdade.

Jay Parini, autor de A Última Estação, narra com perspicácia de biógrafo estes últimos e trágicos meses de vida de Benjamin, que culminarão no seu misterioso suicídio. Nestas páginas, emerge o retrato humano e polémico de uma das mentes mais brilhantes de uma geração de intelectuais que inclui nomes como os de Hannah Arendt e Bertolt Brecht, servindo simultaneamente de elegia e testemunho de um tempo não assim tão longínquo.

19
Mai19

Novidades literárias de maio

CRC-New-books-banner.jpg

Este mês surgiram bastantes tarde os resumos relativamente à atividade livresca prevista.

Deixo o link para o artigo do DN por ser, na minha opinião, o mais completo.

Das novidades previstas, algumas já aqui as identifiquei e outras já estavam previstas para os próximos dias, de qualquer forma destaco:

Dois vencedores de prémios literários, "Milkman", de Anna Burns, vencedor do Man Booker e "Less", de Andrew Sean Greer, vencedor do Pulitzer do ano passado e "Um Homem de Sorte", de James Brinkley, finalista do National Book Award de 2018.

Adicionalmente destaco ainda "Serotonina" de Michel Houellebecq e no campo da não ficção a tradução da biografia de Leonardo da Vinci pela mão de Walter Isaacson.

Boas leituras!

19
Mai19

Novidade - "Lazarus" de Lars Kepler

aa1.jpg

 

Sinopse:

Um homem é encontrado morto no seu apartamento em Oslo. Ao que tudo indica, a vítima era um desconhecido, saqueador de túmulos e colecionador de troféus. Aliás, quando a Polícia abre o frigorífico da cozinha, a perplexidade é total. Uns dias mais tarde, Joona Linna é contactado por uma inspetora da Polícia alemã no sentido de o ajudar com um homicídio perto de Rostock, e Joona reconhece de imediato um padrão que não pode ignorar.
Alguns chamariam milagre se alguém regressasse dos mortos – outros chamar-lhe-iam um pesadelo.
Lars Kepler, os mestres do thriller, estão de regresso, com o sétimo livro da série Joona Linna.

 

18
Mai19

Trabalhar na Barefoot Bookshop... melhor emprego do mundo? não percebo porquê...

sdad.jpg

 

Uma pessoa, anda cansada e saturada de dias de trabalho repletos de chatices, stress, complicações e afins e dá de caras com esta notícia: ao que parece existe alguém cuja profissão passa por trabalhar numa pequena livraria de nome Barefoot Bookshop, num resort de luxo, onde recomenda livros aos hóspedes e lê para as crianças aí hospedadas. Onde? Nas Maldivas!

A senhora chama-se Aimée Johnston e trabalhava na Penguin Random House na Irlanda antes de ser escolhida para o lugar.

Diz que acredita ter um dos melhores empregos do mundo... não percebo porquê...

Mais sobre este tema aqui e aqui.

18
Mai19

Novidade - "O Livro das Tréguas" de Lídia Jorge

a124.jpg

 

Sinopse:

Ficcionista com uma carreira invulgar, reconhecida em Portugal e no estrangeiro, Lídia Jorge tem vindo a escrever poesia desde há muito tempo, porém não tinha publicado qualquer livro até ao presente.

Desse vasto conjunto, a escritora seleccionou 50 poemas, os quais agrupou nas cinco partes em que se divide este O Livro das Tréguas: Com a Origem, Com os Preceitos, Com os Factos, Com as Fábulas, Com o Tempo.

Escritos em datas diferentes, e em resultado de diferentes estados de espírito, foram aqui reunidos com uma unidade cronológica que corresponde, no dizer da própria Lídia Jorge, a uma espécie de autobiografia consentida.

Uma leitura do tempo e da vida, do início, dos percursos, dos limites e do futuro. Poesia de grande qualidade que revela uma nova voz poética e confirma uma enorme escritora.

17
Mai19

O Livro do Dia da TSF

asdadasdsa.png

 

Sou um ouvinte assíduo da rúbrica “Livro do Dia” da TSF, por duas razões principalmente, porque me dá conhecer livros, e porque me dá a conhecer livros com o toque e a voz do Carlos Vaz Marques.

Mesmo quando não ouço diariamente, depois sou capaz de ouvir uma ou duas semanas de seguida.

Carlos Vaz Marques tem o dom de transformar um livro desconhecido, ou até pouco apelativo à partida, num livro que vamos querer ler.

Foram já vários os casos em que o "Livro do Dia" deu o impulso que faltava para ler um determinado livro, ou mesmo que me levou a lê-lo quando inicialmente não me tinha suscidtado qualquer curiosidade.

Se não costumam ouvir, experimentem!

Link: Livro do Dia

17
Mai19

Novidade - "Breve História da Europa" de John Hirst

sdadas.jpg

 

Sinopse:

A civilização europeia não é a mais antiga da história universal, porém é única e irrepetível porque soube impor-se como nenhuma outra antes. Navegou, lutou, conquistou, evangelizou. Agiu quando mais ninguém arriscou, pelo que a história da evolução humana confunde-se com a europeia. Hoje, todos os países à face da Terra usam as descobertas científicas e as tecnologias de origem europeia. Este livro expõe - resumidamente como poucos -, toda a História da Europa. É um livro obrigatório em qualquer biblioteca.

16
Mai19

Os inspetores da língua

sherlock1.jpg

Antes de mais gostaria de referir duas coisas:

- pedir desculpa às pessoas que aqui vem à procura de alguma coisa sobre livros porque hoje estas linhas são apenas sobre um derivado e não sobre livros em concreto.

- que esta a primeira e última vez que vou escrever sobre este assunto.

Através de alguns espaços que acompanho já me tinha deparado várias vezes com comentários de um tipo de pessoa muito específico, o inspetor da língua.

Ora ontem, em resultado do fluxo trazido pelo destaque do Sapo para o post “Livro – nem para roubar serve”, canhou-me a mim pela primeira vez receber neste modesto espaço a visita de alguns desses inspetores. Devo dizer que já algum tempo que aguardava por algo do género.

Os/as Inspetores (as) deram conta de um erro de escrita que, entretanto, corrigi. Onde devia estar “há mais de 5 anos” estava “à mais de 5 anos”, e desde logo se insurgiram no sentido em que, para alguém que gosta tanto de livros, este erro seria quase de lesa-pátria.

De uma forma geral tenho a registar que adoro mentes iluminadas que circulam pela internet como polícias da língua, traduzindo as suas ações em atos que são um reflexo das suas vidas certamente preenchidas e cheias de interesse...

É o mesmo tipo de sábio que, ao assistir a uma dissertação brilhante sobre física quântica, tem apenas a comentar jocosamente que a camisa do orador tinha um padrão horrível... nunca tem nada de positivo para referir.

Em suma, gostaria de agradecer os comentários e a lição de português sem a qual, provavelmente, ficaria para todo o sempre na ignorância relativamente à utilização de à e há...

Uma nota final para referir que o erro em causa foi um lapso, mas poderia não ter sido, porque, pasme-se, o Leitor por vezes dá erros. Poderão ser lapsos de escrita porque se escreveu e não houve tempo para rever o texto, mas também podem acontecer erros de facto porque este Leitor, contrariamente aos inspetores desta vida, não atingiu o nirvana da perfeição.

E para quem depois possa vir dizer “eu só alertei para poder corrigi”, não, não é disso que estamos a falar. Se eu quiser alertar alguém (e por princípio não o faço porque não dou relevância) faço-o de forma a informar/alertar para a incorreção, ser possível de forma privada, e apenas com pessoas com quem tivesse algum grau de partilha, nunca num sentido de pseudo-superioridade como a que referi acima.

O meu muito obrigado a todos os que chegaram a esta linha e são amantes de livros e não inspetores da língua. Voltem sempre! Amanhã há mais... sobre livros!

16
Mai19

Novidade - "Less" de Andrew Sean Greer

adadads.jpg

 

Trata-se do vencedor do Pulitzer de 2018. Mais um para a wishlist.

Sinopse:

Arthur Less está a chegar aos cinquenta anos. É um homem de boa índole e que tem uma carreira de escritor discreta e demasiado mediana. Muitos anos antes, fora o jovem amante de um génio da literatura e aprendera a ocupar um lugar de irrelevância ou periferia. Agora, luta com as suas dúvidas e inseguranças, e tenta sobreviver num meio de egos devoradores. Um dia é convidado para um casamento que descobre ser o do seu ex-namorado com outra pessoa.

Assim começa o longo périplo que antecede o seu quinquagésimo aniversário: tentando fugir ao casamento, Less começa a aceitar todo o tipo de convites para participar em leituras, festivais literários, palestras um pouco por todo o mundo.

De França à Índia, da Alemanha ao Japão, do México a Itália, Arthur Less quase se apaixona, quase desiste, quase morre, mas acaba por encontrar o seu caminho de regresso a casa e à vida. Um romance satírico sobre o amor, o avanço da idade, o desencontro e as profundezas do coração humano.

15
Mai19

Livro - nem para roubar serve

asdddd.jpg

 

Este fim de semana que passou tive um momento constrangedor com um livro num supermercado perto de mim.

Vindos da praia, passámos pelo Continente perto de casa para comprar algumas coisas para o jantar, sendo que eu fazia-me acompanhar pela mochila com carteiras, telefones e livros que levámos.

Juntei o precisávamos e dirigi-me às caixas rápidas para pagar enquanto o resto da família ficou a ver os brinquedos.

Paguei, e ao sair com as compras, o dispositivo de alarme apitou mesmo ao lado da senhora que faz a gestão das caixas rápidas. Parei para falar com a senhora, abri a mochila para mostrar que não tinha nada e de repente senti um arrepio na espinha. Dentro da mochila tinha o livro que estou a ler, ainda com a vinheta do preço do Continente porque foi lá comprado (não neste, mas noutro). Passo livro pelo detetor e este começa novamente a apitar com toda a gente que estava nas caixas a olhar para mim.

A senhora chamou o segurança para verificar a situação e eu, na minha calma possível, comecei logo a justificar: tinha comprado o livro há uma semana atrás noutro Continente, não tinha o talão, mas podiam verificar no meu cartão Continente.

O segurança muito tranquilamente pede à senhora para desmagnetizar o livro, e diz-me que se devem ter esquecido de o fazer quando o comprei.

Eu limito-me a afirmar que “Roubado não foi” e o senhor responde-me: “Não se preocupe, livros ninguém rouba”, ao que eu respondo “Como assim?’” e o segurança devolve “Estou aqui há mais de 5 anos e nunca vi ninguém tentar roubar um livro. É daquelas coisas que as pessoas não têm interesse”.

Obviamente não sei se esta realidade será semelhante em todo o lado, mas a sensação com que fiquei (depois do alívio) foi: veja-se bem o valor comercial do livro neste país que nem para ser transacionável como produto roubado serve... felizmente, é verdade, mas triste também!

15
Mai19

Novidade - "Amantes de Buenos Aires" de Alberto S. Santos

fsdf.jpg

 

Sinopse:

Este é um romance intenso que se inspira na história real de Elisa e Marcela, duas mulheres apaixonadas que se casaram no altar, um século antes da legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Elisa cortou o cabelo, trocou as saias por calças e criou uma infância em Londres, o suficiente para se fazer passar por Mário e se casar com Marcela. Mas os dias felizes estavam contados com a descoberta e a repercussão social do “casamento sem homem”, e o casal depressa se viu obrigado a exilar-se. Tudo se adensou quando, já casadas, Marcela deu à luz uma filha, um mistério que carrega de drama e emotividade esta poderosa história de amor, cujos ecos ultrapassam as contingências do tempo.

Alberto S. Santos parte deste caso verídico para criar uma fascinante saga familiar na qual se cruzam várias gerações de mulheres de forte personalidade, que lutam pela verdade do passado que as une. Numa vertiginosa viagem de cem anos, o leitor assiste ao nascimento do tango nos prostíbulos de Buenos Aires e emociona-se com as gentes do Porto, a cidade que se uniu para acolher a coragem e a grandeza de um amor clandestino.

14
Mai19

Empacotar livros

20190418_192723.jpg

 

Estou neste momento a viver uma situação de obras em casa, situação que me obrigou a empacotar todos os meus livros. Todos menos os que eu e a cara metade selecionámos para ler nos próximos tempos.

Empacotar livros é sempre um momento que mistura sentimentos: o sentimento negativo de tirar livros das prateleiras e coloca-los dentro de caixas onde não os podemos ver, o cuidado para os acomodar corretamente, a surpresa de encontrar “aquele” livro que lemos, já não nos lembrávamos e e que tem uma história, a supressa de encontrar “aquele” livro que já nem nos lembrávamos que tínhamos comprado.

14
Mai19

Novidade - "A Idade das Descobertas" de Ian Goldin e Chris Kutarna

dsadsad.jpg

 

Sinopse:

Verifica-se um crescimento da saúde, da riqueza e da educação à escala global. As descobertas científicas florescem. Mas as mesmas forças que permitem lucros fartos a uns conduzem a graves prejuízos para outros - e envolvem-nos de uma forma que a todos torna vulneráveis.

Já passámos por isto. O primeiro Renascimento, a época de Colombo, Vasco da Gama, Copérnico, Gutenberg e tantos outros, redesenhou todos os mapas do mundo, expandiu a informação e transportou a civilização ocidental da era medieval para a moderna. Esta mudança teve um custo: divisão social, extremismo político, choques económicos, pandemias e as outras consequências imprevisíveis dos empreendimentos humanos. Hoje vivemos o nosso segundo Renascimento.

13
Mai19

Curiosidades Livrescas

CL.png

Alguma vez viu o filme Forest Gump? Sabia que o filme é baseado num livro de 1986 com o mesmo nome do autor norte-americano Winston Groom? Eu só soube muito tempo depois de ter visto o filme apesar deste ter ganho o Óscar de melhor argumento adaptado...

Pelo que conheço o livro é bom, no entanto será um daquele casos mais raros em que o filme ultrapassou em muito o livro. Mérito seja dado a Tom Hanks.

Só mais recentemente soube que o autor escreveu uma sequela para o livro em 1995 a que deu o nome de “Gump & Co”.

13
Mai19

Novidade - "Mafia Life" de Federico Varese

Curioso, no mínimo.

qw.jpg

Sinopse:

As máfias estão presentes em todo o mundo, com centenas de milhares de membros e muitos milhões de dólares em receitas. De Hong Kong a Nova Iorque, estas organizações espalham os seus tentáculos ao sector político, financeiro, desportivo e à vida do dia-a-dia. Mas como é pertencer a essas máfias? O que é necessário para fazer parte delas? Como se chega ao topo? E o que acontece quando não se cumprem as regras? Nesta extensa investigação, Federico Varese desvenda algumas das sociedades mais secretas do mundo.

Com base em entrevistas, estudos de caso e relatórios policiais inéditos, esta é a história das maiores organizações criminosas e de como elas verdadeiramente são: repletas de drama, ambição, traição, amor… e morte. Das cerimónias iniciáticas na Rússia aos clubes de jogo exclusivos em Macau, passando pelas reuniões em luxuosos hotéis no Dubai, Varese constrói um retrato único da vida nas máfias a partir do interior.

foto do autor

Livros de 2020

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Um Leitor has read 0 books toward their goal of 25 books.
hide

Parcerias

Dia Mundial da Criança 2020 - MREC

O Ministério está a ler

O Ministério no Instagram

Email do Blog

blogministeriodoslivros@gmail.com

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D