Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ministério dos Livros

Um blog sobre livros e seus derivados

Ler ou não ler tem (só) a ver com o preço dos livros?

27.03.19

asdadd.jpg

 

O editor da Editorial Caminho, Zeferino Coelho, foi homenageado na Feira do Livro de Leipzig e numa entrevista terá referido (segundo informação no DN) que a “retração no comércio de livros e na leitura” em Portugal é “muito preocupante”, não tendo solução “a curto prazo” e que “A solução básica é libertarmo-nos deste aperto financeiro em que estamos, porque as pessoas continuam com muito baixos rendimentos. É preciso ter dinheiro para comprar livros, é preciso termos a sensação de que temos dinheiro. Quanto temos essa sensação, vamos sempre um pouco mais longe nos nossos gastos e os livros fazem parte disso”, 

Compreendo o argumento do senhor e concordo, mas apenas do ponto de vista de uma empresa que dedica a sua atividade à venda de livros novos. É verdade que o custo de um livro em relação ao salário médio é elevado, mas também é verdade que o acesso ao livro usado é hoje substancialmente superior ao que era no passado.

No passado, e em particular fora das grandes cidades onde havia livrarias de livros usados, quem queria ler ou comprava novo a preço de novo ou lia da biblioteca. Hoje para além dos livros permanentemente com descontos há ainda o mercado dos livros usados das plataformas eletrónicas como o OLX (só esta plataforma tem mais de 100 000 livros disponíveis).

Ler ou não ter tem a ver com o preço dos livros, mas na minha opinião tem muito menos do que teve no passado, e não o contrário. Do ponto de visto do leitor hoje há muito mais oportunidades para ler do que no passado. Haja vontade de ler!

Novidade - "Vernon Subutex 1" de Virginie Despentes

27.03.19

aswe.jpg

 

Sinopse:

Vernon Subutex faz parte de uma espécie em vias de extinção. Proprietário de uma loja de discos, viveu os anos 80 e 90 furiosamente, seguindo religiosamente a trindade sexo, drogas e rock 'n' roll. Passados vinte anos, Vernon depara-se com um novo mundo: a sua loja fechou, a maioria dos seus amigos morreu ou mudou-se, e o seu benfeitor pessoal, Alex Bleach, acaba de desaparecer, vítima de overdose. Sem emprego, casa ou planos, o futuro de Vernon passa agora pelas ruas de Paris.

Os dados da sorte, no entanto, continuam a rolar e, graças a um comentário inadvertidamente deixado no Facebook, espalha-se a notícia de que Vernon tem em seu poder algo de muito valioso: três cassetes de vídeos que Bleach, durante uma noite de farra, deixou como testamento. Entre produtores, estrelas porno e fãs desocupados, Vernon não faz ideia da multidão esfomeada que tem no seu encalço.

Com os seus capítulos curtos e ritmo acelerado, Vernon Subutex 1 é um romance imperdível, um retrato cru e audaz da sociedade europeia contemporânea, definido pela crítica como «parte épico social, parte thriller punk rock, escrito com uma fúria que nos atinge em cheio como um murro».