Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ministério dos Livros

Um blog sobre livros e seus derivados

Book quote

07.03.19

book quote3.png

 

Compreendo perfeitamente esta citação embora infelizmente não me reveja na mesma.

Percebo a ideia de ser criado por bibliotecas e livros. Tenho pena de não ter tido essa possibilidade. De não ter desde tenra idade a possibilidade de ter um contacto diário com livros, de permitir que eles fizessem parte da minha educação mais cedo.

Hoje tento proporcionar isso ao meu filho. Ele está a crescer entre livros e quando chegar a idade de os ler terá uma oferta alargada por onde poderá escolher. Espero que os livros ajudem a criar o meu filho.

Novidade - "A Outra Mulher" de Daniel Silva

07.03.19

dadadda.jpg

 

Cá está. É uma comprar certa a fazer a breve prazo. Desde ontem nas livrarias.

Sinopse:

Num lugarejo isolado da Andaluzia vive uma misteriosa mulher de nacionalidade francesa que começou a escrever umas memórias mais do que perigosas.

É a história de um homem que em tempos amou em Beirute, e de um filho que lhe foi arrebatado em nome da traição. A mulher é a guardiã do segredo mais bem guardado pelo Kremlin: há décadas o KGB infiltrou um agente duplo em pleno coração do ocidente, um traidor que hoje se encontra à beira do poder absoluto. Só uma pessoa é capaz de pôr esta conspiração a nu: Gabriel Allon, o já lendário restaurador de arte e assassino que na atualidade exerce o cargo de diretor dos eficacíssimos serviços secretos israelitas.

Já anteriormente Gabriel se vira obrigado a combater as sombrias forças da nova Rússia, com repercussões pessoais custosas. Desta feita, ele e os russos travarão um confronto final épico em que o destino do mundo que conhecemos está em causa. Gabriel vê-se empurrado para o meio da conspiração quando o seu ativo mais importante no seio dos serviços secretos russos é assassinado enquanto tentava desertar em Viena.

A procura da verdade levá-lo-á a recuar no tempo, até à maior traição do século xx para terminar nas margens do Potomac em Washington. A mil por hora, estranhamente belo e cheio de sentidos duplos e reviravoltas na ação, este livro é um verdadeiro golpe de mestre que demonstra mais uma vez que Daniel Silva é pura e simplesmente o melhor escritor de romances de espionagem dos nossos tempos.