Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ministério dos Livros

Um blog sobre livros e seus derivados

15
Jan18

Os Livros "da outra parte"

Um lapso importante da minha parte relativamente aos motivos para as compras de livros cá em casa, que não se resumem às minhas intenções de leitura e à criação de uma biblioteca: como existe “outra parte” cá em casa que também lê bastante, existem compras que são realizadas, naturalmente, de acordo com as suas intenções de leitura, como aliás aconteceu na semana passada com estas duas compras:

 

250xsss.jpg  ssssss.jpg

 

15
Jan18

"Fire and Fury" em português chega em fevereiro

Spero-Goodney-Rejected-Fire-and-Fury-Titles.jpg

Acredito que se há momento na história moderna que vai ser lembrado por muito tempo é a eleição, e consequentemente o seu desempenho, de Donald Trump como presidente dos EUA.

Ainda hoje é quase anedótico pensar em Trump como presidente e tudo à sua volta soa a falso, estranho, irreal e, diga-se, perigoso.

Já muito se escreveu sobre este tema, mas o novo livro de Michael Wolff, "Fire and Fury", parece que veio dar uma visão mais transversal sobre o tema que inclui contactos com pessoas próximas já da sua administração.

Já aqui falei no tema, no entanto, soube-se agora que a tradução em português via chegar já em fevereiro pela mão da Actual Editora, por isso será muito provavelmente uma das minhas leituras do primeiro semestre de 2018.

14
Jan18

Livros - Novidades para 2018

Vai começando a surgir alguma informações sobre as novidades literárias a ter em conta em 2018. Confesso que apenas tive oportunidade de dar uma curta vista de olhos mas deixo aqui três sugestões de leitura para mais informação.

 

"Esqueça 2017: estas são as novidades literárias do novo ano"

 

“Enxurrada de novidades na Porto Editora”

 

 “2018 in books: a literary calendar” 

 

"Seis livros (em inglês) que tem de ler em 2018"

12
Jan18

Best Books Ever - a minha lista e o meu projeto

transferir.jpg

Um dos principais motivos pelos quais utilizo o OLX para comprar livros tem que ver com um “projeto” que estou a levar a cabo: ter na minha biblioteca os 100 melhores livros de ficção alguma vez editados.

Bem sei que logo à partida é um projeto impossível porque existem inúmeras listas, cada uma com a suas preferências, com um certo puxar da brasa à sardinha (uma lista francesa tem mais autores franceses, ao passo que uma lista com origem inglesa tem mais livros de autores ingleses, por exemplo), por isso tive de optar por uma.

A escolha recaiu sobe a lista The Greatest Books que, no fundo, é uma lista de listas, ou seja, é composta pelas obras mais representadas num conjunto alargado de listas. Em termos médios devem estar aqui representados os livros que mais vezes aparecem repetidos.

Reconheço que dos 100 apenas li meia dúzia, e o meu objetivo é todos os anos guardar um espaço, para um ou dois, nas minhas leituras para aumentar a contagem.

Para já estou empenhado na aquisição de exemplares das obras ao melhor preço possível. Será um projeto para completar entre 2018 e 2019 porque sempre são 100 livros, e mesmo tendo já cerca de 30 faltam outros 70. E orçamento não dá para tudo. Sempre na expectativa de ter mais tempo para ler no futuro. 

09
Jan18

Livros - As minhas escolhas de 2017

Bem sei que já vou com atraso em relação à maioria, mas ainda assim deixo aqui as minhas escolhas relativamente a leituras de 2017, separadas em ficção e não ficção.

Ficção

250x.jpg

 

A minha escolho vai para o livro “Estrada Subterrânea” de Colson Whitehead.

Confesso que tinha grandes expetativas em relação ao livro. Sabia que, entre outros, tinha ganho dois dos mais importantes prémios literários nos EUA: o Pulitzer Prize e o National Book Award e que figurava na longlist para o Man Booker Prize, pelo que, tinha de ter alguma coisa de especial. Adicionalmente o ex-presidente Barack Obama elegeu-o como um dos seus livros favoritos.

Como o livro só saiu em português em setembro estive várias vezes para comprar em inglês mas acabei sempre por não o fazer, por receio de dificuldades de interpretação, por isso comprei-o e comecei a ler no próprio dia em que saiu.

Não é preciso avançar muito para perceber que o livro vai ao encontro das expetativas, embora, por culpa da minha imaginação, tenha considerado uma história diferente. Está extremamente bem escrito e é muito cru em relação ao tema de fundo: a escravatura nos EUA e forma como as pessoas, escravos, senhores e pura e simplesmente cidadãos comuns lidavam com o tema, sendo que para os escravos a expressão “lidar com” não é bem a aplicável, por razões óbvias.

O livro relata a história de Cora, uma escrava que foge de uma plantação de algodão e que embarca numa viagem através da mítica “Undergroung Railroad”, que terá servido de fuga a milhares de negros durante o período do esclavagismo nos EUA.

Cora foge e atravessa vários estados americanos à procura da liberdade definitiva.

É um livro que toda a gente devia ler. Obviamente que tem um significado particular para os americanos porque relata um período negro da sua história, mas à parte disso pode ser lido por qualquer pessoa com o mesmo sentimento. É um daqueles livros que fica.

 

Não ficção

250x44.jpg

 

No campo da não-ficção a minha escolha vai para “Astrofísica para Gente com Pressa” de Neil deGrasse Tyson.

Pode pensar-se à partida que é um livro para quem gosta deste tipo de temas: astronomia, astrofísica e sobre temas relacionados com o Cosmos em geral. Eu diria que não, que é um livro para toda a gente interessada, e nisso o título é efetivamente fiel ao seu conteúdo: é uma obra que permite a pessoas com pressa uma aprendizagem rápida e muito clara sobre o tema.

O autor tem o dom de simplificar para o comum mortal um tema que não é de fácil entendimento e fá-lo de uma forma clara e ao mesmo tempo divertida.

Trata-se de um livro que ainda hoje está no top do New York Times (já nem sei há quantas semanas) e que ganhou o Prémio Goodreads Choice Award 2017 - Best Science & Technology.

É uma leitura indispensável para mentes inquietas que procuram respostas sobre o universo e a nossa relação com ele. Tem muitas respostas e também bastantes perguntas.

08
Jan18

Um novo tipo de alfarrabista: o OLX

transferir.png

 Há mais de vinte anos atrás quando vim estudar para Lisboa ganhei o hábito de, com alguma frequência, passear pelos alfarrabistas do Chiado em busca de livros de que precisava, usados e mais em conta, ou simplesmente na procura de oportunidades que permitissem ir criando uma biblioteca.

Os tempos mudaram e hoje restam muitos poucos dos locais por onde costumava passar (um dos últimos a fechar foi a Barateira que foi durante muito tempo a minha favorita) e por isso aos pouco fui encontrando um substituto para os alfarrabistas.

Como todos sabemos ler não é um vício barato por isso é preciso saber maximizar o valor que temos disponível para livros. Com cada menos alfarrabistas e livrarias de venda de livros usados encontrei outra forma de conseguir fazer boas compras a excelentes preços: o OLX, passe a publicidade.

Há milhares de livros à venda, desde antiguidades a livros mais recentes e mesmo novidades a muito bom preço (muitas vezes a menos de metade do preço). Basta que haja um pouco de paciência para procurar o que queremos ou aguardar para que apareça.

Tudo isto para dizer que muitas das compras de livros que aqui registo tem origem no OLX. De outra forma seria muito difícil conseguir comprar aquilo que compro. Não deixei de comprar livros novos, mas hoje mais de metade das minhas compras não tem origem em livrarias.

Aconselho vivamente este método, até porque contrariamente ao que acontece com uma camisola comprada em 2ª mão, um livro não fica borboto.  

06
Jan18

O livro do momento: "Fire and Fury: Inside the Trump White House"

51AEI3isFiL._SX327_BO1,204,203,200_.jpg

 “Fire and Fury: Inside the Trump White House” de Michaell Wolff. Este é o livro do momento. 

Pelos vistos o livro nasceu de um equivoco que acabou por dar ao seu autor o acesso a uma mina de informação sobre o presidente Trump (ainda me custa escrever isto).
Trump terá tentado impedir a divulgação e a consequência disso foi que o livro mesmo antes de sair já era um bestseller.
Pelos vistos em termos de conteúdo o livro não trás nada que a maioria das pessoas minimamente informadas não tenha já noção, com a diferença que o faz por via de relatos na primeira pessoa de quem convive diariamente com o espécime. O livro parece ser mais ou menos aquele momento em que nós apanhamos o nosso cão a roubar comida de cima da mesa depois de inúmeras vezes já termos percebido que era ele que a roubava, só que não tínhamos presenciado.
Mesmo não sendo uma novidade absoluta fiquei com curiosidade e lá mais para a frente sou capaz de me aventurar a ler a coisa.
Mais alguma informação sobre o livro disponível, por exemplo, aqui.

04
Jan18

Leituras - "Prisioneiros da Geografia" de Tim Marshall

ssss.jpg

 E a primeira leitura do ano vai para: “Prisioneiros da Geografia” de Tim Marshall.

É algo que faço questão: anualmente tento ler alguma coisa que me leve até às minhas origens em termos de formação académica. Não por qualquer tipo de obrigação, mas por puro interesse. Tenho excelentes expetativas em relação a este livro, e pelo que já tive oportunidade de ler foi para muita gente um dos livros do ano de 2017.

03
Jan18

Compras de Natal e fim de ano...

Compras de Natal e fim de ano.

Nas últimas duas semanas do ano adquiri alguns livros, uns para serem alinhados como primeiras leituras de 2018 e outros para já para aumento de biblioteca no âmbito de um projeto em curso que a breve prazo desenvolverei aqui.

Aqui ficam as compras realizadas:

ssss.jpg250xdd.jpg250x.jpg

Liv10990045_f.jpgtransferir (1)ddd.jpghistoria-natural-da-estupidez.jpg

250xdddffff.jpg250xddd.jpgdsddd.jpg

 

 

 

Pág. 2/2

foto do autor

Livros de 2020

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Um Leitor has read 0 books toward their goal of 25 books.
hide

Parcerias

Dia Mundial da Criança 2020 - MREC

O Ministério está a ler

O Ministério no Instagram

Email do Blog

blogministeriodoslivros@gmail.com

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Calendário

Janeiro 2018

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031