Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ministério dos Livros

Um blog sobre livros e seus derivados

23
Out18

Novidade - "Homo Creator" de Edward O. Wilson

250x.jpg

 

 

Sinopse:

Edward O. Wilson, um dos mais importantes cientistas vivos, fala nesta obra sobre a essência da natureza humana. O premiado biólogo explica por que razão a nossa espécie é altamente avançada e extremamente perigosa.

O Homo Sapiens surgiu há cerca de 100 mil anos. Mas como foi a evolução para os seres humanos? Porque é que a criatividade é a característica determinante da nossa espécie? Como surgiu? Como se manifesta? Como nos distingue das outras espécies? E qual o seu potencial destrutivo? Ao narrar as origens e a evolução da criatividade, o autor revela-nos uma outra dimensão da humanidade.

A criatividade torna-nos especialmente avançados enquanto espécie, mas também nos dá o potencial para sermos extremamente perigosos, sobretudo no que respeita ao nosso planeta. Neste livro profundo e revelador, Edward O. Wilson procura saber como surgiu esta expressão humana única e fundamental e como se manifestou ao longo da história da nossa espécie.

Revelando grande sensibilidade e misturando meditações filosóficas com factos científicos, o autor demonstra que a criatividade teve início há mais de cem mil anos e narra a sua evolução desde os antepassados primatas até aos seres humanos. Os primeiros Homo sapiens tinham um cérebro e uma memória maiores, levando à elaboração de narrativas internas e, pela primeira vez na vida, a uma verdadeira linguagem. A partir daí, surgiu a nossa criatividade e cultura sem precedentes.
Wilson aborda ainda a importância da relação entre as humanidades e as ciências: o que se oferecem mutuamente, como podem unir-se e quais são as suas lacunas.
O passado e o presente da criatividade e da humanidade, e também uma proposta de mudança, para que, no futuro, possamos aprender mais sobre a natureza humana e aperfeiçoar a nossa relação com a natureza.

22
Out18

"Entre o Sono e o Sonho" - Antologia de Poesia

thumbnail_CONVITE.jpg

 Teve lugar ontem em Coimbra o lançamento do Volume X da Antologia de Poesia Portuguesa Contemporânea, "Entre o Sono e o Sonho" da Chiado Grupo Editorial.

O Leitor não esteve presente, mas contribuiu com um dos mais de mil poemas que fazem parte da obra. A poesia, mais escrita do que lida, é desde que me recordo, um dos meus prazeres e escapes.

É a minha terceira participação consecutiva nesta Antologia, e embora reconheça que não comprei as versões anteriores, tive oportunidade de folhear e encontrar poesia com bastante qualidade.

Fica a nota para, quem sabe, um presente da Natal.  

Booktrailer disponível aqui.

22
Out18

Novidade - "A Coisa - Livro I" de Stephen King

250x.jpg

 

Sinopse:

O clássico de King sobre sete adultos que regressam ao lugar onde cresceram para enfrentar um pesadelo que todos eles lá viveram… algo maléfico e sem nome: a Coisa.
Bem-vindos a Derry, no Maine. Uma cidade vulgar: familiar, ordeira e, na maior parte das vezes, um bom sítio para viver.
Mas há um grupo de crianças que sabe que há algo de tremendamente errado com Derry. É nos esgotos da cidade que a Coisa se esconde, à espreita, à espera… e às vezes sobe ao solo, tomando a forma de todos os pesadelos, do maior medo que se encerra dentro de cada um de nós.

O tempo passa, as crianças crescem e esquecem. Mas a promessa que fizeram há vinte e oito anos exige-lhes que voltem à cidade da infância para enfrentarem o mal que se agita bem no fundo da memória de todos e emerge agora, uma vez mais, trazendo novamente o pesadelo e o terror ao presente.

21
Out18

Novidade - "A odisseia de Penélope" de Margaret Atwood

1507-1.jpg

 

Sinopse:

«Agora é a minha vez de contar umas histórias. Devo-o a mim mesma. Outrora, as pessoas ter-se-iam rido, mas, agora, quem se rala com a opinião pública? Com a opinião das gentes aqui em baixo, a opinião das sombras dos ecos? Assim sendo, vou fiar o meu fio.»

Penélope, imortalizada pela lenda e pelo mito, exemplo de temperança, sinónimo de esposa paciente e fiel, tece durante o dia e destece durante a noite os fios do seu tear para afastar os pretendentes, enquanto aguarda pelo regresso incerto do seu marido, o famoso herói, Ulisses.

Mas a "Odisseia" não é a única versão possível desta história. Agora que Penélope, há muito morta e esquecida pelo mundo, vagueia pelos infernos, pode finalmente contar a sua própria versão dos acontecimentos: um relato contundente e divertido sobre luxúria, ganância e violência, onde os mitos se desfazem e ninguém é poupado.

20
Out18

Book quote

2044224-Virginia-Woolf-Quote-Second-hand-books-are

 

Esta é uma frase para quem gosta e compra livros usados, em particular velharias. Tenho a certeza de que qualquer pessoa que se insira nessa categoria vai fazer suas estas palavras. Eu faço.

20
Out18

Novidade - "O Primeiro Inimigo de Hitler" de Stefan Aust

1507-dsd.jpg

 

Sinopse:

Konrad Heiden foi o primeiro cronista do Terceiro Reich. Observou de perto e escreveu diariamente sobre a ascensão de Hitler na década de 1920 em Munique. O que torna a sua visão tão especial é que descreve a história enquanto ela está a acontecer e não a partir da retrospetiva dos que sabem como tudo terminou. Ele viu o que outros não queriam ver. Mais tarde, Heiden utilizou os seus conhecimentos sobre Hitler e o seu domínio para escrever livros, que são até hoje uma fonte incontornável para os historiadores.

Stefan Aust descreve o difícil percurso de vida do jornalista e autor de livros, Konrad Heiden, e mostra quão certeiras foram muitas vezes as suas observações e os seus juízos – uma testemunha da época que tem, com razão, gravadas na sua pedra tumular as palavras: «Writer, Foe of Nazis», «Escritor, Inimigo dos Nazis».

Foi um dos seus críticos mais ferozes, e ainda assim Hitler ter-se-ia por vezes recusado começar a discursar em comícios caso ele ainda não tivesse chegado: trata-se de Konrad Heiden. Enquanto colaborador do prestigiado Frankfurter Zeitung, pertencia aos primeiros jornalistas que acompanharam a ascensão dos nazis de forma crítica. A sua biografia de dois volumes sobre Hitler, que foi publicada em 1936/37 na Suíça, serviu como base para quase todas as biografias posteriores sobre o ditador. No entanto, hoje, Heiden caiu praticamente no esquecimento.

Stefan Aust faz o retrato deste homem fascinante, dando vida à ascensão e ao domínio de Hitler a partir da sua perspetiva. Heiden, social-democrata de origem judaica, já no início da década de 1920, enquanto estudante universitário em Munique, tinha-se empenhado como ativista contra o nacional-socialismo. «Marcha sem meta, delírio sem embriaguez, fé sem Deus e mesmo na sua sede sanguinária sem prazer» – eis como caracteriza o movimento nazi num livro que foi publicado pela editora Rowohlt em finais de 1932. Obrigado a fugir em março de 1933, Heiden continuou a sua luta contra o regime, arriscando a própria vida. Nos EUA era considerado o maior especialista em questões do regime nazi, sendo o seu «inimigo de Estado n.º 1». Faleceu em 1966, em Nova Iorque.
É tempo de lembrar este homem que foi inimigo de Hitler desde a primeira hora."

19
Out18

Nova revista Estante

dsadsadsa.png

 

Já está disponível, e de forma gratuita, o novo número da revista da FNAC, Estante.

Gosto bastante desta revista, pelo conteúdo, naturalmente, mas também pelo grafismo. É extremamente apelativa.

Neste número, e como o próprio título indica, destaque para os livros da rentrée literária.

.

19
Out18

Novidade - "O Fim da Racionalidade Americana" de Allen Frances

1507-1çç.jpg

 

Sinopse:

A política americana tem um impacto real em todo o mundo, como o atual presidente, Donald Trump, tem vindo a demonstrar com gritante clareza desde a sua eleição em novembro de 2016. É fácil fazer pouco de Trump, considerá-lo «adolescente», «imaturo» ou «louco», mas alegar insanidade no caso de Trump e dos seus apoiantes é negar o contexto cultural, político e social dos EUA e a sua evolução nos últimos anos.

Allen Frances, nome de referência mundial no diagnóstico e na compreensão da psicopatologia (foi ele que escreveu os critérios de diagnóstico da perturbação narcísica da personalidade) e um dos autores do incontornável DSM, a «bíblia» da psiquiatria, convida os Estados Unidos da América a deitarem-se no seu divã e analisa a nação na sua relação com a evolução política da última década e com a ascensão de Trump, tomando o atual presidente como um sintoma, não uma causa, de um mal-estar social mais profundo, que precisa de ser entendido para ser superado.

 

Um Leitor

foto do autor

Livros de 2018

2018 Reading Challenge

2018 Reading Challenge
Um Leitor has read 7 books toward their goal of 20 books.
hide

O Leitor está a ler

Calendário

Outubro 2018

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links úteis

Livros no "Público" Livros no "Observador"https://www.publico.pt/livros