Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ministério dos Livros

Um blog sobre livros e seus derivados

21
Fev19

As crónicas de MEC e livros, mais uma vez...

Book vs Internet.jpg

 

Não é a primeira vez que aqui falo das crónicas de Miguel Esteves Cardoso (MEC) e certamente não será a última. Apesar de ser leitor assíduo, só aqui falo delas quando tem que ver com livros, como foi o caso da crónica de dia.

A crónica é extremamente simples e ao mesmo tempo profunda (na minha opinião, claro) no sentido em que relata de forma crua a dicotomia livros vs. internet e como o acesso fácil a informação faz com que não utilizemos os livros, em particular os de consulta, como os dicionários.

Registo em particular esta frase: “Alguns (livros) já gemem quando são abertos. Passam-se anos sem mostrar as folhas. A culpa é minha, não é da Internet.”

Se tiverem oportunidade leiam. É brilhante. Nome da crónica é “A culpa é minha”. Disponível aqui.

21
Fev19

Novidade - "O homem das castanhas" de Søren Sveistrup

aaa1.jpg

 

Sinopse:

Uma tempestuosa manhã de Outubro. Num tranquilo subúrbio de Copenhaga, a Polícia faz uma descoberta terrível. No recreio de um colégio, uma jovem é encontrada brutalmente assassinada, e falta-lhe uma das mãos. Pendurado por cima dela, um pequeno boneco feito com castanhas.

A jovem e ambiciosa detective Naia Thulin é designada para desvendar o caso. Com o seu colega Mark Hess, um investigador que acabou de ser expulso da Europol, descobrem uma misteriosa prova sobre «o homem das castanhas», nome com que os media baptizaram o assassino. Existem evidências que o ligam a uma menina que desapareceu um ano antes e foi dada como morta: a filha da ministra Rosa Hartung.

Mas o homem que confessou o assassínio da menina, um jovem que sofre de uma doença mental, já está atrás das grades e o caso há muito tempo fechado. Quando uma segunda mulher é encontrada morta e, junto dela, mais um boneco de castanhas, Thulin e Hess suspeitam de que possa haver uma ligação entre o caso Hartung e as mulheres assassinadas.

Mas qual é a relação entre as duas mortes? Thulin e Hess entram numa corrida contra o tempo. O assassino tem uma missão e está longe de a terminar.

20
Fev19

Book quote

book qoute2.png

Quem já escreveu, ou tentou escrever, alguma coisa sabe que esta frase é verdadeira. O problema, pelo menos no meu caso, é gerir as primeiras ideias, mas uma vez atingido esse objetivo, diria que o Sr. Steinbeck tem toda a razão.

 

20
Fev19

Novidade - "Filhos da Terra" de António Manuel Hespanha

abaaa.jpg

 

Sinopse:

A história da expansão portuguesa contada às avessas: não do ponto de vista da metrópole, mas sim do ponto de vista daqueles que partiram e se instalaram nas margens do império português

António Hespanha, um dos grandes historiadores de Portugal, alcança neste livro um feito singular: conta uma história que todos conhecemos - a da expansão portuguesa - revelando-nos a perspectiva que até aqui ignorámos. É a perspectiva de quem deixou o país para não voltar e dos descendentes que, ao longo dos séculos, formaram as comunidades de «portugueses» no Brasil, em África e no Oriente.

E é também a perspectiva desses lugares remotos, fora do controlo da coroa, das populações nativas e dos outros estrangeiros que deixaram testemunho sobre esta gente assimilada. Nesta nova historiografia, o «império na sombra» ganha uma visibilidade luminosa. Ele é, na verdade, o império da gente comum, dos que escolhiam as margens ou eram relegados para elas, dos que precisavam de arriscar para sobreviver nos negócios, dos que cruzavam as barreiras da casta e da raça no convívio, nos negócios ou nos amores, dos que trocavam o vernáculo pelo pidgin, dos que partilhavam fidelidades políticas ou religiosas impartilháveis, dos que viviam no fio da navalha da vida de renegados ou de soldados de fortuna.

Filhos da Terra alheia-se da história institucional e do discurso da metrópole para nos contar como é que a gente comum emigrou, como se adaptou a contextos «exóticos», de que modo os locais olhavam para estes «portugueses», e de que modo a sua posição e o seu poder relativos foram variando em cada lugar. Um livro que é também um exercício crítico de forças mitificadoras do nacionalismo português e do carácter benigno da colonização portuguesa. Uma história social da expansão, em vez de uma história que se esgota numa cronologia de descobrimentos, numa prosopografia de heróis e santos, ou numa contabilidade de conquistas, de canhões e de convertidos.

19
Fev19

Livros tugas que ganham prémios lá fora

az.jpg

 

Encontrei este fim de semana uma notícia muito agradável: um livro português venceu um prémio numa feira do livro internacional, mais concretamente na Feira do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha, Itália.

Trata-se do livro ilustrado "Atlas das viagens e dos exploradores", de Isabel Minhós Martins e Bernardo P. Carvalho, da editora Planeta Tangerina que venceu o prémio de “Não-Ficção”.

O livro é uma compilação de várias biografias de personalidades que exploraram o mundo ao longo dos séculos contribuído através da sua exploração para o dar a conhecer aos outros.

Uma curiosidade: fiquei ainda a saber que a Planeta Tangerina, foi eleita em 2013, na mesma feira do livro, a melhor editora da Europa de literatura para a infância e juventude. Muito bom!

Os meus parabéns aos autores e à editora!

19
Fev19

Novidade - "Páginas Esquecidas" de Agostinho da Silva

aqq.jpg

 

Sinopse:

«Procurando fornecer ao maior número possível de pessoas os conhecimentos bastantes, "uma informação quanto possível certa e objetiva sobre o que no mundo significa progresso", publicou Agostinho entre 1938 e 1947, em 125 cadernos, num total de cerca de três mil páginas, uma síntese do saber humano. Nascidos sob o desígnio de abranger o maior número possível de áreas do saber, estabelecendo, de forma sólida, os alicerces de uma cultura geral, os Cadernos de Agostinho contribuíram em grande escala para a formação integral dos jovens e adultos de todas as classes sociais, em suma, da massa geral da nação.» (Do Prefácio de Helena Briosa e Mota)

Inclui:
Uma nota autobiográfica;
Seis palestras radiofónicas;
Cadernos de Divulgação Cultural (textos para a mocidade e juventude; cadernos de informação cultural; introduções aos grandes autores; guia de leitores);
Fac-símiles, fotos e ilustrações.

18
Fev19

Eu nunca li Harry Potter

aaddf.jpg

 

Na semana passada comemoram-se 20 anos da primeira edição de Harry Potter em português.

É verdade que quando surgiu o primeiro livro eu já não era um adolescente, mas no início ainda tive curiosidade e por várias vezes estive para ler “Harry Potter e a Pedra Filosofal”. Nunca aconteceu, e apesar de ter visto várias pequenas partes dos filmes, também nunca vi um filme inteiro. Acredito que deve ser dos poucos portugueses dentro dos quarentas que nunca leu ou viu nada de Harry Potter. Não sei se lamento, mas hoje, adulto continuo com alguma curiosidade.

Confesso que tudo o que tem que ver com feiticeiros e afins nunca me atraiu muito, e deve ser por isso que nunca aconteceu. É provável que dentro de algum tempo isso possa mudar, ou não tivesse eu um petiz em casa.

(A imagem é da edição comemorativa dos 20 anos).

18
Fev19

Novidade - "Janela Indiscreta" de Mário Augusto

dasa.jpg

 

Sinopse:

Ao longo de 30 anos de carreira na televisão, Mário Augusto realizou mais de duas mil entrevistas de cinema, sendo o jornalista português que mais estrelas entrevistou. Com algumas, a convivência e os reencontros enriqueceram as conversas, que foram muito para além do mais recente filme ou escândalo de Hollywood.

Nos 15 anos do Janela Indiscreta, Mário Augusto selecionou as suas melhores entrevistas a 25 dos maiores nomes da indústria cinematográfica.
Ilustrado com caricaturas certeiras de André Carrilho. Tal e qual!

17
Fev19

Novidade - "Pais Apressados, Filhos Stressados" de Mário Cordeiro

as.jpg

O título é sugestivo, bem pensado para os nossos dias, diria eu, e o autor merece toda a credibilidade.

Sinopse:

Nunca houve, na história da Humanidade, tanta qualidade de vida como hoje. Mas, infelizmente, o ritmo de vida moderno tornou-se insustentável. Ainda de madrugada, sempre sob a tirania do relógio, começamos a correr de um lado para o outro. Com os filhos atracados, mais o computador e o telemóvel, entramos numa espiral trituradora que nos devora a alma, a saúde e o bem-estar. Os filhos dão-nos trabalho, como é normal, só que o sentimos como extenuante, indesejável, e são muitos (demais!) os momentos em que nos apetece fugir para uma ilha deserta. Pais apressados, subjugados pela ditadura do fazer e do ter, esquecem-se do ser e do estar, e as crianças sofrem e acabam stressadas com estes péssimos modelos.

Pais Apressados, Filhos Stressados convida-o a refletir sobre tudo o que pode fazer para mudar a sua vida. Pequenas ou grandes decisões que vão ter um enorme impacto na sua qualidade de vida, e também na da sua família. A primeira decisão? Ler este livro e preparar-se para a mudança.

16
Fev19

"Sem Filtro", ou sem nada, ou outra coisa qualquer...

add.jpg

 

Acho que nunca falei aqui sobre futebol e hoje só o faço por causa de um livro, mais concretamente por causa do livro ao antigo presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, “Sem Filtro”, que ontem saiu para as livrarias.

Quando soube do livro cheguei a começar a escrever um post cujo tema era livros a não comprar, mas arrependi-me a tempo porque me fui apercebendo que o livro poderia ter o seu interesse, nem que fosse no campo da comédia.

Tendo o livro saído ontem, hoje, como tive tempo, andei a circular pela internet e basicamente devo ter conseguido encontrar o livro todo, aos pedaços, com todo o tipo de afirmações sobre toda a gente e a única coisa que fica com certeza são pontos de interrogação sobre que pessoa é esta. Uma coisa é certa percebe-se perfeitamente o extremar de posições entre que o odeia e quem ainda hoje o venera. É um tipo de pessoa que não se enquadra em meios termos.

Não sei que vale penas comprar o livro, mas, a julgar pelo que li, e pelos minutos que vi da entrevista que o autor (vamos chamar-lhe assim) deu ontem à TVI 24, pode ser um documento lúdico interessante.

Se me aparecer a 5€ ou menos no OLX ainda sou capaz de comprar, se o livro não aparecer todo transcrito na impressa entretanto...

16
Fev19

Novidade - "Miguelistas e Liberais" de Ron B. Thomson

 

aq.jpg

 

Sinopse:

Miguelistas e Liberais analisa a crise política e económica que se iniciou com a Guerra Peninsular e a fuga da corte para o Brasil e que foi agravada pela revolução de 1820 e pela redação da primeira Constituição portuguesa. Seguiu-se a contrarrevolução, a reivindicação do trono por D. Pedro (imperador do Brasil) em favor da filha, D. Maria da Glória, e a contestação desta por parte do seu irmão, D. Miguel, o Usurpador, que precipitou a chamada Guerra dos Dois Irmãos e que culminou no exílio de D. Miguel. A Concessão de Évora Monte marcou o fim da Guerra Civil, mas não trouxe a desejada estabilidade porque as reformas liberais, apoiadas apenas por uma pequena elite urbana, pouco impacto tiveram na sociedade portuguesa, maioritariamente agrária, que se manteve imune quer a pressões internas, quer às influências externas.

Em Miguelistas e Liberais, Ron B. Thomson demonstra que o liberalismo em Portugal foi um fenómeno urbano, de elite, esclarece as razões para o seu fracasso e explica como foi possível aos liberais ganharem a guerra mas perderem o povo.

15
Fev19

Novidade - "Porque Dormimos?" de Matthew Walker

saadadd.jpg

 

Sinopse:

O sono é um dos aspetos mais importantes da nossa vida, mas também um dos mais incompreendidos. Questões tão essenciais como por que razão dormimos ou por que motivo as consequências para a saúde são tão devastadoras quando não dormimos só recentemente foram compreendidas.

Apresentando descobertas científicas revolucionárias e sintetizando décadas de investigação e prática clínica, Matthew Walker, um dos maiores especialistas mundiais sobre o sono, demonstra-nos que o sono está na base de tudo o que somos física e psicologicamente:

* Melhora a nossa capacidade para aprender, memorizar e tomar decisões lógicas
* Harmoniza as emoções
* Recarrega o sistema imunitário
* Regula o metabolismo e o apetite
* Cria espaço no cérebro para a criatividade
* Melhora o humor e os níveis de energia
* Previne o cancro, a doença de Alzheimer e a diabetes
* Abranda os efeitos do envelhecimento e aumenta a longevidade

Fascinante e acessível, Porque Dormimos? é um livro fundamental, esclarecedor e extremamente acessível para nos compreendermos melhor à luz da ciência mais avançada.

15
Fev19

"Os Incríveis" do mais pequeno...

aaaaaad.jpg

 

Cá em casa toda a gente gosta de livros (acho que já escrevi isto antes). O elemento mais novo da família tem vindo a alterar os seus gostos à medida que vai crescendo. Passou pelos livros do Pedro, da Martine entre outros e agora anda mais virado para livros que retratam filmes, e mais concretamente o filme “Os Incríveis”.

Não só vê o filme com muita frequência como pede ao deitar para ouvir a história. A história não é pequena e o que acontece muitas vezes é que chega apenas a meio e o pequeno já entrou na terra dos sonhos.

Trata-se de uma história muito bem conseguida (assim como o filme) que inclusive dá gosto ler. O pequeno adora e os pais não desgostam!

14
Fev19

Os benefícios da leitura...

Reading.png

Para que não restem dúvidas sobre os benefícios da leitura (para quem ainda as tenha...) aqui fica um quadro ilustrativo que recebi através da Penguin Randon House.

Se fizer uma sondagem a 100 leitores assíduos diria que 99 concordam com estes benefícios. Se eu fosse um dos inquiridos concordaria a 100%!

14
Fev19

Novidade - "A Capital" de Robert Menasse

aaax.jpg

 

Sinopse:

Bruxelas é o coração da União Europeia e também deste romance.

Robert Menasse leva-nos numa viagem ao interior da vida política europeia através de cinco histórias interligadas, que abordam o quotidiano da capital europeia a partir de diferentes perspetivas.

A Capital segue de perto o destino dos seus personagens nos frequentes encontros que têm entre si, expondo as suas vidas profissionais e mergulhando nas suas coloridas vidas privadas, longe de escritórios e salas de reuniões. Ao mesmo tempo, constrói uma ponte narrativa entre diferentes épocas e nações, entre o inevitável e a ironia do destino, entre a burocracia mesquinha e os grandes sentimentos.

O olhar penetrante de Menasse, cheio de humor e ironia, torna a leitura deste romance tão irresistível quanto importante nos atuais tempos de ressurgimento de nacionalismos, desde o Brexit até à Declaração de Independência da Catalunha.

Um livro provocador, oportuno e importante: um apelo para que se relembre o que está no centro do «projeto de paz europeu» e se tenha a coragem de o levar ao próximo nível.

13
Fev19

Leitura - "O Espião Inglês" de Daniel Silva

a4.jpg

 

É quase religioso... nos meus períodos de férias a leitura de um livro de Daniel Silva é obrigatório.

“O Espião Inglês” é o senhor que se segue na minha tentativa de conseguir ler todos os livros do autor que tem como personagem principal Gabriel Allon.

Já aqui o disse, e repito, é um dos meus autores favoritos de ficção. Senão mesmo o favorito.

12
Fev19

Novidade - "Os Blumthal" de José Milhazes

aeed.jpg

 

Sinopse:

O destino cruel de pessoas que lutaram por uma sociedade melhor e acabaram vítimas dos dois piores sistemas totalitários do século xx.

Em Os Blumthal, José Milhazes reconstitui as vidas dos avós de sua mulher, Siiri. Conta como os jovens idealistas Erich Sõerd e Leida Holm Blumthal participaram activamente na introdução da revolução comunista na sua Estónia natal, e depois foram ultrapassados pelos acontecimentos do mundo conturbado e muito violento do século XX e acabaram vítimas, primeiro do regime nazi, e depois do regime soviético.

Só possível após uma grande investigação, que integrou a consulta de vários arquivos em vários países e de fontes histórias variadas - e de entrevistas à própria Siiri Milhazes -, esta obra revela a dramática saga familiar dos Blumthal e dos Sõerd em tempos de totalitarismo.

Um livro actual e que não vai deixar ninguém indiferente, Os Blumthal é o novo livro de José Milhazes.

Um Leitor

foto do autor

Livros de 2019

2019 Reading Challenge

2019 Reading Challenge
Um Leitor has read 0 books toward their goal of 25 books.
hide

O Leitor está a ler

Calendário

Fevereiro 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.